Uma pesquisa recente do IBGE revela que tem crescido assustadoramente no Brasil o número de obesos. Num universo de 95,5 milhões de pessoas com 20 anos ou mais existem 38,8 milhões, ou 40,6%, com excesso de peso. Ou seja, quase metade da população adulta do país está acima do peso normal.
Longe de ser apenas um problema estético, a obesidade é uma questão de saúde pública. Hipertensão, problemas cardíacos e diabetes são alguns dos males gerados pelo excesso de peso. A falta de exercícios físicos, as novas tecnologias que facilitam o sedentarismo e, principalmente, os maus hábitos alimentares são a fórmula da obesidade.

Para enfrentar e mudar esta realidade é preciso agir. E um dos caminhos é estimular a população a consumir mais hortigranjeiros e produtos in natura, uma vez que uma das grandes causas do excesso de peso é a dieta baseada em carboidratos (massas) e produtos industrializados, geralmente ricos em gorduras e açúcares.

Resido em uma cidade chamada de “capital da  Agricultura irrigada”, Juazeiro –BA, e realmente temos legumes, frutas e verduras bastante saudáveis e da melhor qualidade, provavelmente sabendo usá-las teremos uma melhor qualidade de vida.

Abaixo condensamos algumas informações que podem ajudar nesta tarefa de estimular a mudança ou a melhoria dos hábitos de alimentação. Conheça um pouco mais sobre o que alimenta o seu corpo e comece hoje e agora a viver de maneira mais saudável incluindo mais frutas, verduras e legumes na sua mesa.

Alface

Originária da Ásia e trazida para o país pelos portugueses, no século XVI, a alface é a hortaliça folhosa de maior consumo no Brasil. Ela é rica em vitaminas A e C e em minerais como cálcio e fósforo. A alface tem muitas vitaminas, desintoxica o organismo e tem leves poderes laxantes, diuréticos e purificadores.

Banana

Outra campeã de vendas, a banana é a fruta de mesa mais consumida pelos brasileiros. Ela veio do sudoeste da Ásia e é rica em açúcares, fibras, niacina, cálcio, fósforo e principalmente potássio. É ligeiramente diurética e laxativa.

Tomate

É originário das Américas Central e do Sul e f oi inicialmente introduzido na Europa como planta ornamental, por suas belas frutas amarelas, (cor original), origem do nome dado pelos italianos, de pomodoro, os primeiros a utilizá-lo para fins alimentícios. O tomate é uma boa fonte de vitaminas A e C, betacaroteno e licopeno, ou seja, melhora a resistência do organismo e é bom para os tecidos (pele, unhas, cabelo).

Cenoura

Proveniente do Afeganistão, é nossa fonte mais abundante de betacaroteno, boa para combater o envelhecimento dos tecidos. Também possui grande quantidade de vitamina A, um nutriente essencial para a saúde dos cabelos, pele, olhos e ossos.

Além disso, a cenoura contém muitos sais minerais, como fósforo, cloro, potássio, cálcio e sódio, necessários ao bom equilíbrio do organismo, e vitaminas do Complexo B, que ajudam a regular o sistema nervoso e a função do aparelho digestivo.

PUBLICIDADE

Batata

Veio dos Alpes, da região do Peru e da Colômbia, onde já era consumida há 8 mil anos. É rica em carboidratos,  uma grande fonte de energia, ou seja, auxilia no crescimento e ajuda quem pratica muito esporte ou tem atividades de trabalho manuais pesadas. Contém ainda sais minerais, vitamina C e, em pequenas quantidades, vitaminas do Complexo B.

Alimente-se com frutas, verduras e legumes
Alimente-se com frutas, verduras e legumes

Batata-doce
Batata-doce

Banana
Banana

Então para que tenhamos nossa saúde garantida, vamos usar e abusar das frutas, verduras e legumes naturais.

Psicopedagoga, Psicanalista Clínica, Palestrante, Bacharel em Administração de Empresas, Professora do município de Juazeiro-BA na área de Atendimento Educacional Especializado, Escritora/poetisa com livro publicado pela Editora Baraúna e CBJE.
Compartilhe:
Inclua mais frutas, verduras e legumes em sua mesa
Classificado como: