Geralmente ao ouvirmos a palavra dislexia nos reportamos apenas aos problemas que as crianças (adolescentes) estariam tendo na escola com leitura, escrita, ortografia e matemática.

Dislexia

Muitos a associam apenas a troca de letras ou palavras, outros à lentidão de aprendizagem. Na verdade, a dislexia é considerada um transtorno de aprendizagem o que simboliza apenas um aspecto da mesma.

Para podermos entender que a dislexia é uma forma diferente de alguém aprender, que pode se tornar um dom, um talento, precisamos olhar o transtorno de aprendizagem conhecido como dislexia de forma diferente.

Se o objetivo é mudar essa perspectiva com relação à dislexia, devemos começar por uma compreensão clara e precisa do que realmente é a dislexia e sua causa, destacando desta forma seus aspectos positivos e negativos, conseguiremos ver como a dislexia se desenvolve, com certeza a ideia de corrigi-la não parecerá absurda.

A dislexia, portanto é o resultado de um talento perceptivo, veja a condição de alguns disléxicos famosos, tais como:

Dislexia

Artistas/Escritores

 

Leonardo da Vinci

Pablo Picasso

Vincent van Gogh

Walt Disney

Hans Christian Andersen

Agatha Christie

 

Inventores/Cientistas

 

Albert Einstein

Thomas Edison

Alexandre Graham Bell

Charles Darwin

 

Músicos/Atores/Diretores

 

John Lennon

Cher

Tom Cruise

Harrison Ford

Robin Williams

Whoopi Goldberg

Quentin Tarantino

 

Políticos/Estrategistas

 

Winston Churchill

John F. Kennedy

Nelson Rockefeller

General George Patton

 

Empresários

PUBLICIDADE

 

Henry Ford

Ted Turner

 

Esportistas

 

Magic Johnson

Muhammad Ali

Jackie Stewart

 

Nem todos os disléxicos desenvolvem os mesmos talentos, mas eles certamente possuem algumas funções mentais em comum. Aqui estão as habilidades básicas de que todos os disléxicos compartilham:

 

São capazes de utilizar seu talento mental para alterar ou criar percepções (a habilidade primária).
São altamente conscientes do meio ambiente.
São mais curiosos que a média.
Pensam principalmente em imagens, em vez de palavras.
São altamente intuitivos e capazes de muitos insights.
Pensam e percebem de forma multidimensional (utilizando todos os sentidos).
Podem vivenciar o pensamento como realidade.
São capazes de criar imagens muito vívidas.
Estas oito habilidades básicas, se não forem suprimidas, anuladas ou destruídas pelos pais ou pelo processo educacional, resultarão em duas características: inteligência acima do normal e extraordinária criatividade.

 

É justamente por acreditar no talento de cada  pessoa com dislexia que eu as atendo, por saber que apesar das dificuldades, existe a possibilidade da aprendizagem e a descoberta ou despertar dos seus dons, e que tenho tido ao longo de minha carreira, resultados bastante positivos. Desta forma buscarei passar meus conhecimentos, estratégias e vivências no intuito de fazer uma grande parceria com você em busca de minimizar dúvidas, angústias e os mitos que giram em torno da dislexia.

Meu sonho é que toda criança disléxica tenha um bom atendimento, que levante sua autoestima e a leve a resolver as suas dificuldades.

Com fé e otimismo conseguiremos.

Sejam bem-vindos.

Psicopedagoga, Psicanalista Clínica, Palestrante, Bacharel em Administração de Empresas, Professora do município de Juazeiro-BA na área de Atendimento Educacional Especializado, Escritora/poetisa com livro publicado pela Editora Baraúna e CBJE.
Compartilhe:
Dislexia – Talento ou Transtorno?
Classificado como: