Um brasileiro com fácil acesso a redes wi-fi passa na internet cerca de nove horas diárias. É muito. Os médicos indicam que mais de três horas é atalho para transformar o hábito em uma rotina prejudicial à saúde. O teste abaixo foi adaptado de um similar desenvolvido pela psicóloga americana Kimberly Young, fundadora do Centro para o Vício em Internet nos Estados Unidos.

Internet

 

Responda de acordo com a frequência com que adota cada uma das atitudes a seguir:

Nunca ou raramente (A)

Às vezes (B)
Frequentemente (C)
Muito frequentemente(D)
Sempre (E)
Internet

1.Usualmente permanece on-line mais do que o previsto, esquecendo de realizar outras tarefas?
A

B

C

D

E

2 . Costuma trocar momentos ao lado da família e de amigos por mais tempo em sites, apps e games?

A

B

C

D

E

3. Conversa com pessoas exclusivamente pela internet?

A

B

C

D

E

4. Amigos e familiares queixam-se da quantidade de tempo que você passa conectado?

A

B

C

D

E

5. Seus hábitos on-line prejudicam o desempenho no trabalho ou nos estudos?

A

B

C

D

E

6. A primeira atitude que toma ao acordar é verificar e-mails, Facebook, Twitter, Instagram ou WhatsApp?

A

B

C

D

E

7. Para distrair-se de problemas reais, costuma relembrar informações vistas na internet, ou mesmo volta a acessá-las?

A

B

C

D

E

8. Reclama, grita ou se irrita se alguém o incomoda enquanto está conectado?

A

B

C

D

E

9. Escolhe dormir menos para ficar on-line até mais tarde?

A

B

C

D

E

10. Quando está em uma festa, em uma viagem ou durante uma reunião familiar, sente-se compelido a checar com frequência e-mails, Facebook, WhatsApp, Instagram e Twitter?

A

B

C

D

E

11. Quando é obrigado a se manter desconectado, fica ansioso, imaginando ter perdido algo muito importante?

A

B

C

D

E

12. Mente a pessoas próximas sobre quanto tempo realmente gasta on-line em atividades alheias ao trabalho, como no Facebook ou no Instagram?

PUBLICIDADE

A

B

C

D

E

13. Opta por passar mais tempo na internet em vez de sair com outras pessoas?

A

B

C

D

E

14. Esconde seus hábitos on-line (a exemplo dos sites que costuma acessar) de amigos e familiares?

A

B

C

D

E

15. Tenta diminuir o tempo que passa on-line e não consegue?

A

B

C

D

E

Some os pontos

 

A – 1 ponto

B – 2 pontos

C – 3 pontos

D – 4 pontos

E – 5 pontos

 

De 15 a 37 – Sob Controle

Você sabe a importância de deixar os atrativos virtuais de lado para aproveitar momentos com pessoas de que gosta. É claro que eventualmente se pega passando mais tempo na internet nas redes sociais do que esperaria, mas, de forma geral, se controla.

De 38 a 59 – Atenção

Apesar de achar que permanece on-line tanto quanto qualquer outra pessoa, amigos e familiares já devem ter pedido a você que desligasse o celular ou saísse da frente do computador – e note se essas reclamações não são mais frequentes do que esperava. No trabalho, talvez conseguisse ir embora mais cedo se deixasse de trocar tantas mensagens no WhatsApp.

De 60 a 75 – Passou do Limite

O tempo que permanece conectado deve estar prejudicando-o em vários campos da vida. Procure refletir sobre o espaço que a rede tem no seu dia a dia e quais outras atividades está deixando de lado para ficar na frente da tela. Pondere se um esforço para se desligar do mundo virtual, sair da internet e curtir o mundo real não valeria a pena.

Rehab Off-line

O psicólogo Cristiano Nabuco, coordenador do Grupo de Dependências Tecnológicas do Hospital das Clínicas de São Paulo, desenhou um passo a passo para se livrar da dependência do mundo virtual

Internet

Reconheça a existência do problema

É fundamental admitir a necessidade de mudança de hábitos.

Aceite queixas

Relembre de quando amigos e familiares reclamaram do seu uso excessivo da rede e conclua, então, quais são as situações em que você precisa deixar a internet de lado: no trabalho? Nas refeições? No convívio familiar?

 

Crie uma rotina

Estabeleça horários e intervalos para olhar o celular ou abrir seu perfil em uma rede social. A idéia é não utilizar gadgets o tempo todo e tentar viver também off-line.

Tenha objetivo ao acessar a web

Quando for entrar na internet, defina um propósito para faze-lo, seja responder a mensagens, seja postar algo em seu perfil. Depois de concluída a tarefa, volte ao mundo de átomos, e não de bits.

Prefira o real ao virtual

Em vez de mandar um e-mail ao seu colega de trabalho, vá à mesa dele para conversar. Tente substituir mensagens no WhatsApp por chamadas telefônicas ou encontros. Com o tempo, notará que a troca trará maior satisfação.

Revista Veja – Especial

18 de fevereiro, 2015

Psicopedagoga, Psicanalista Clínica, Palestrante, Bacharel em Administração de Empresas, Professora do município de Juazeiro-BA na área de Atendimento Educacional Especializado, Escritora/poetisa com livro publicado pela Editora Baraúna e CBJE.
Compartilhe:
Teste e saiba se sua rotina on-line na internet está sob controle ou se já afetou negativamente a vida off-line
Classificado como: