O Autismo representa um transtorno profundo no desenvolvimento, que afeta a pessoa na sua totalidade. Estas crianças apresentam ausência ou severo atraso na linguagem. Mesmo antes da criança começar a falar, seus problemas na compreensão e expressão da sua linguagem são evidentes.

TDAH

Durante os três primeiros anos foi observado nas crianças autistas um déficit no que se refere às habilidades de sinalização, gritos, gestos antecipados, uma vocalização atípica, uma pobreza da comunicação gestual e mímica, poucas imitações verbais, não verbais e sociais, poucos jogos simbólicos criativos e uma manipulação estereotipada dos objetos.

 

Quando se desenvolve uma linguagem rudimentar tem as seguintes características: raramente utilizam a linguagem verbal para a comunicação com os outros. Seu uso da linguagem é pouco funcional e têm pouca comunicação na recíproca, assim como também pouco interesse em comunicar-se por prazer. Têm imensas dificuldades para comunicar-se fora do contexto situacional imediato; invertem os pronomes pessoais, apresentam dificuldades na compreensão da linguagem e aparece uma produção ecolálica (repetição). Estas crianças apresentam um atraso severo no desenvolvimento das habilidades básicas da linguagem receptiva, assim como da expressão verbal.

TDAH

Para que se possa superestimular a mente de uma criança com autismo, antes de tudo, é necessário ser realizada uma avaliação nesta criança, para ver o que ela sabe e não sabe e o que ela deveria já ter aprendido em relação à sua idade.

TDAH

Deve-se também considerar que não se pode apenas focar em atividades pedagógicas, mas também nas de vida prática e básica, que, na maioria das vezes, são as que mais devem ser trabalhadas, pois delas dependem a coordenação motora, e, por fim, a alfabetização de um autista.

 

Um trabalho inicial de estímulo pode ser o de encontrar coisas que atraem essas crianças, como alimentos, brinquedos, figuras ou qualquer coisa que elas constantemente busquem e gostem de ter.

Por exemplo, supondo que ela se interesse por ursinhos, pode-se fazer o seguinte treino: O professor ou terapeuta pode-se sugerir a ela que apanhe o que está na mão de sua mãe, por exemplo, e coloque na mão aberta do pai. Enquanto o ursinho é tirado de uma mão e colocado na outra a pessoa diz: Ah! Você quer um ursinho? E imediatamente devolve o bichinho para a criança.

 

A pessoa (professor ou terapeuta) não diz mais nada até que a criança devolva o ursinho a um dos pais. Lentamente, a ajuda física para apanhar o brinquedo é retirada e, da mesma forma, a ajuda para deixa-la na mão dos pais. Com pouco tempo de várias interações, a criança tem a iniciativa de começar a interagir, tomando o urso e entregando-o para o pai ou a mãe.

Jogos, exercícios e até mesmo a tela sensível de um tablet estimulam a concentração e se tornam complemento das terapias realizadas com profissionais. Não há contraindicação.

 

Estratégias e atividades que podem ser trabalhadas com crianças que tem autismo, TDAH, dislexia e outros transtornos de aprendizagens:

 

Atividades: bolhas de sabão

TDAH

Objetivos; Comunicação verbal e contato visual

 

Toda criança tenha ela, autismo, TDAH, dislexia, ou não, gosta de brincar com bolhas de sabão. A proposta com essa brincadeira é reforçar na criança a palavra com a qual ela poderá pedir por mais bolhas de sabão: os pais falam “bolhas” várias vezes enquanto as sopram e durante a parada da brincadeira. Vale utilizar um fantoche ou boneco para dizer a criança que as bolhas servem de alimento para esses brinquedos. Busque buscar o máximo de bolhas com o movimento das mãos.

 

Atividades com massa de modelar

TDAH

Objetivo: concentração, confecção das letras do alfabeto

PUBLICIDADE

 

– Fazer as letras em massa de modelar e motivar as crianças a fazê-las;

– Em um pequeno cartão, desenhe a forma das letras (A, B, C, D…etc);

– Entregue a massa de modelar à criança e mostre como fazer a forma das letras, imitando a que está na cartolina.

 

 

 

 
Convido a todos vocês envolvidos no processo de aprendizagem de crianças, adolescentes e adultos, a conhecerem o E-book “Dislexia, Transtorno ou Talento?” Cujo objetivo é justamente demonstrar através de conhecimento, estratégias e atividades que todas as crianças possuem talentos e a forma como devemos despertá-lo. Tenho certeza que todos que o adquirirem terão outra visão da Dislexia e consequentemente através do seu conteúdo e aplicação suas práticas com estas crianças serão exitosas.

banner_dislexia_300_250

Vejam muito mais conteúdos com estratégias e atividades no Curso Dislexia Estratégias e Atividades, destinado a pais, professores, fonoaudiólogos, psicólogos escolares, psiquiatras, pedagogos, psicopedagogos, especialistas de atendimentos educacionais (AEE), TO’s, e as próprias pessoas com o transtorno. Contêm muitas informações relevantes, estratégias e muitas atividades que podem ser aplicadas de forma lúdica e criativa, promovendo deste modo a aprendizagem da criança, por pais, e professores, visando auxiliar os mesmos em suas práticas diárias.

Como bônus você levará 2 E-BOOKS, o e-book CIRANDA – Ensinando com rimas, que contêm poesias educacionais, sugestões de atividades e atividades (modelo) que podem ser trabalhadas com todos os alunos, e o e-book Déficit de Atenção ou TDAH. São inúmeras vantagens para você. ADQUIRA JÁ!

 

Curso de Dislexia Online

 

 

Se você quiser aprender mais sobre TDAH aproveite e inscreva-se em nosso curso de TDAH Estratégias e atividades Inédito + Bônus de um e-book Trabalhando as emoções das crianças. Está imperdível, ADQUIRA JÁ!

banner_300x250_tdah_bonus

No intuito de auxiliar a pais, professores e as crianças, escrevi o e-book “Atividades exitosas” (91 páginas) em que reuni atividades criativas de fácil aplicação além de estratégias. De bônus os presenteio com o e-book “Ciranda” (48 páginas) onde podemos ensinar através de poesias e rimas, com sugestões e modelos de atividades. Este material foi escrito com muito carinho e dedicação, tenho certeza que será muito proveitoso, e se for bem aplicado se refletirá na real aprendizagem dos alunos, em especial aqueles que têm TDAH, Dislexia ou outros Transtornos de aprendizagem.

banner_ebook_atividades_300_250

Se você ainda não possui, adquira já o e-book “O Menino Que Não Tinha Jeito” e como bônus ganhe o e-book completo “Déficit de Atenção ou TDAH”:

ebook_o_menino_que_nao_tinha_jeito

Psicopedagoga, Psicanalista Clínica, Palestrante, Bacharel em Administração de Empresas, Professora do município de Juazeiro-BA na área de Atendimento Educacional Especializado, Escritora/poetisa com livro publicado pela Editora Baraúna e CBJE.
Compartilhe:
O que pode superestimular a mente de um autista? Atividades para autistas, TDAH, Dislexia e outros transtornos de aprendizagens
Classificado como: