Caro(a) leitor(a), Imagine que você ao ir fazer algo, em segundos não lembre mais o que iria fazer. Ou perder e deixar objetos nos lugares que percorre. Outras vezes, quando alguém está falando, você se perder dentro do seu imaginário e quando retorna não sabe o que ele falou. Muito pior, é não memorizar ou lembrar o nome daquela pessoa que tanto você conversou. E quando o diretor ou mesmo o professor da faculdade pede um trabalho e você só lembra em cima do prazo de entrega. Acredito que muitos desses comportamentos, muitas pessoas já passaram e passam, podem ocorrer normalmente uma vez ou outra, porém, imagine essa desatenção diariamente. Ela consiste em você viver brigando com sua própria memória e atenção constantemente. Esses comportamentos descritos acontecem constantemente com adolescentes ou adultos que tem TDAH.

TDAH

Dentre as características do TDAH uma das principais é o Déficit de atenção Uma pessoa com TDAH pode, ou não, apresentar hiperatividade, mas jamais deixará de ter forte tendência à distração. Para um adulto ou adolescente com TDAH, manter-se concentrado em algo por muito tempo é praticamente impossível, causando muitas vezes situações desconfortáveis, como problemas de relacionamento interpessoal e grande dificuldade por conta da desorganização em todos os setores de sua vida.

Estudos demonstram déficits de memória significantes, sobretudo na memória imediata, entre os portadores de TDAH. Essas dificuldades tendem a variar pelos problemas em registrar a informação nova, em consolidar, de forma sistemática, a informação na memória imediata, até problemas na retirada e uso da informação arquivada na memória de longo.

TDAH

O Déficit de atenção causa no adulto ou adolescente muito cansaço mental e em várias situações até cansaço físico. Isso ocorre porque a pessoa com TDAH tem que forçar a atenção no que está executando, tornando-se ainda mais cansada quando trata-se de algo que não é do seu interesse. Pois, quando algo é do seu interesse espontâneo ou paixão impulsiva, como caso de esportes, computadores ou leitura de assuntos específicos, estas pessoas podem apresentar-se hiperconcentradas, sendo, muitas vezes, difícil de desviar sua atenção. Neste caso elas não têm um Déficit de atenção, já que, em certos momentos conseguem ter uma atenção, o que ocorre é uma  “inconstância de atenção”. Desta forma, segundo estudiosos, o termo apropriado não seria Dificuldade da atenção, sendo o melhor termo para se utilizar “Instabilidade da atenção”, já que a pessoa pode em determinadas atividades, que lhe causam satisfação, concentrar-se.

TDAH

Em relação ao Déficit de atenção, atualmente as pessoas que tem TDAH se utilizam de recursos e estratégias onde já conseguem ter um melhor controle, conseguindo assim, conviver sem muitos prejuízos. Porém, mesmo assim, ainda existem prejuízos na memória, que é algo que para eles não tem jeito de melhorar, apenas existem maneiras e recursos que auxiliam em não esquecer. Deste modo, as estratégias auxiliam bastante.

 

Estratégias

 

  • Para se organizar e evitar a desordem diária

 

A vida de um adolescente ou um adulto com TDAH é um verdadeiro desafio, devido à distração e a falta de atenção: Veja as dicas a seguir segundo a ABDA, as quais foram elaboradas para ajudar as pessoas com este transtorno a organizar melhor a sua vida.

 

Crie espaço – Verifique diariamente o que você usará e o que deverá ficar guardado. Defina lugares para chaves, contas e outros itens que se perdem facilmente. E jogue fora tudo o que não for necessário!

Use uma agenda – O uso da agenda ajuda a lidar e organizar os seus horários e compromissos. É como andar de bicicleta – a prática leva a perfeição. Quanto mais você utiliza, mais você criará padrões de comportamento organizado.

Faça listas – Crie o hábito de fazer listas e anotar tudo o que for importante, como tarefas, compromissos, projetos, deadlines, etc. Caso esteja usando uma agenda, mantenha suas anotações junto. O planejamento é condição necessária para o bom desempenho das pessoas com TDAH.

Faça agora! – Para evitar o esquecimento, procrastinação e desordem, comuns em adultos com TDAH, faça o que tiver que ser feito na hora, evitando deixar ‘’para depois’’. Tarefas como responder a um e-mail importante, limpar sua bagunça, retornar uma ligação, preparar uma apresentação não podem ficar para ‘’o dia seguinte’’.

Estabeleça um sistema de arquivamento – Use divisores, ou então separe pelo tipo de documento (receitas, contas, fichas de inscrição, etc.). Etiquetar ou colorir seus arquivos também são ótimas estratégias.

PUBLICIDADE

Dedique um tempo do seu dia para e-mails – Separe alguns minutos do seu dia para checar seus e-mails, evitando abrir sua caixa de correspondência de 5 em 5 minutos. Responda, arquive ou apague na hora, dependendo do caso.

 

 

  • Administre seu tempo e não perca seus compromissos

 

Por terem uma percepção diferenciada do tempo, os adultos com TDAH sofrem com a má administração do mesmo. Frequentemente perdem a hora, prazos, sempre acham que ainda tem tempo para realizar determinada tarefa (quando na realidade não tem). Muitos adultos com TDAH se frustram de tal maneira que, no final do dia, não realizaram nada do que tinham planejado.

 

Use um relógio – Pode ser de pulso, timer, alarme, celular ou do computador – desde que esteja sempre à vista e com o horário certo. Quando começar uma tarefa, diga em voz alta ou anote o horário, alem de definir uma quantidade de tempo para a mesma.

Defina prioridades – Defina as suas tarefas mais importantes do dia e depois as com menor importância.

Crie uma curta rotina diária – e defina um tempo para ela. Arquivar documentos, retornar ligações, responder e-mails, pagar contas, etc. podem ser feitos durante um mesmo período de tempo (por exemplo: 60 minutos) e sempre na mesma ordem. Dessa maneira, você não se esquecerá de fazer nada importante e conseguirá realizar todas as suas tarefas.

Dê mais tempo do que você julgar necessário – Por exemplo, se você acha que para realizar determinada tarefa, ou encontrar alguém em outro lugar, você levará por volta de 30 minutos, adicione mais 15 minutos. Com certeza você irá se atrasar.

Use alarmes e chegue cedo – Anote os horários de seus compromissos com 15 minutos (ou o tempo que você julgar necessário) de antecedência e use alarmes para que você chegue na hora certa.

Faça uma tarefa de cada vez – Execute seus compromissos um de cada vez. Caso seja um grande projeto, divida-o em pequenas partes e termine-os um de cada vez.

Aprenda a dizer não – A impulsividade no adulto com TDAH pode fazer com que ele aceite executar muitos projetos ou compromissos de uma só vez sem uma avaliação prévia e ponderada das suas capacidades e, consequentemente, não consiga finalizar nenhum. Isto gera sentimentos de frustração, baixa autoestima e incompetência. Verifique sempre a sua agenda para ver se você realmente pode aceitar um compromisso, tarefa ou trabalho extra, de maneira que isso não o prejudique.

 
Convido a todos vocês envolvidos no processo de aprendizagem de crianças, adolescentes e adultos, a conhecerem o E-book “Dislexia, Transtorno ou Talento?” Cujo objetivo é justamente demonstrar através de conhecimento, estratégias e atividades que todas as crianças possuem talentos e a forma como devemos despertá-lo. Tenho certeza que todos que o adquirirem terão outra visão da Dislexia e consequentemente através do seu conteúdo e aplicação suas práticas com estas crianças serão exitosas.

banner_dislexia_300_250

Se você quiser aprender mais sobre TDAH aproveite e inscreva-se em nosso curso de TDAH Estratégias e atividades Inédito + Bônus de um e-book Trabalhando as emoções das crianças. Está imperdível, ADQUIRA JÁ!

banner_300x250_tdah_bonus

No intuito de auxiliar a pais, professores e as crianças, escrevi o e-book “Atividades exitosas” (91 páginas) em que reuni atividades criativas de fácil aplicação além de estratégias. De bônus os presenteio com o e-book “Ciranda” (48 páginas) onde podemos ensinar através de poesias e rimas, com sugestões e modelos de atividades. Este material foi escrito com muito carinho e dedicação, tenho certeza que será muito proveitoso, e se for bem aplicado se refletirá na real aprendizagem dos alunos, em especial aqueles que têm TDAH, Dislexia ou outros Transtornos de aprendizagem.

banner_ebook_atividades_300_250

Se você ainda não possui, adquira já o e-book “O Menino Que Não Tinha Jeito” e como bônus ganhe o e-book completo “Déficit de Atenção ou TDAH”:

ebook_o_menino_que_nao_tinha_jeito

 Em breve estaremos disponibilizando o Curso Online de DISLEXIA Estratégias e Atividades. Aguardem!TDAH

Psicopedagoga, Psicanalista Clínica, Palestrante, Bacharel em Administração de Empresas, Professora do município de Juazeiro-BA na área de Atendimento Educacional Especializado, Escritora/poetisa com livro publicado pela Editora Baraúna e CBJE.
Compartilhe:
A memória (atenção e o Déficit de Atenção) no adolescente /adulto com TDAH
Classificado como: