É imprescindível que pais, professores ou cuidadores das crianças que tem dislexia ou TDAH, saibam como lidar com estas crianças no seu cotidiano. Relacionamos abaixo várias estratégias que podem ajudá-los neste sentido:

TDAH

 

  • Pais ou professores tratem as crianças que apresentam dislexia e/ou TDAH com naturalidade. Elas são crianças como qualquer outra; apenas com dislexia, TDAH ou outro transtorno de aprendizagem. A última coisa para a qual o diagnóstico deveria contribuir seria para (aumentar) a sua discriminação.
  • Use linguagem direta, clara e objetiva quando falar com estas crianças. Muitas crianças disléxicas ou que apresentam TDAH têm dificuldade para compreender uma linguagem (muito) simbólica, sofisticada, metafórica. Seja simples, utilize frases curtas e concisas ao passar instruções.
  • Fale olhando diretamente para a criança. Isso ajuda, e muito. Enriquece e favorece a comunicação.
  • Traga-a para perto da lousa e da mesa do professor. Tê-la próximo à lousa ou à mesa de trabalho do professor, pode favorecer o diálogo, facilitar o acompanhamento, facultar a orientação, criar e fortalecer novos vínculos…
  • Verifique sempre e discretamente se estas crianças demonstram estar entendendo a sua exposição. Elas têm dúvidas a respeito do que está sendo objeto da sua aula? Elas conseguem entender o fundamento, a essência, do conhecimento que está sendo tratado? Ele está acompanhando o raciocínio, a explicação, o fato? Repita sempre que preciso e apresente outros exemplos, se for necessário.
  • Certifique-se de que as instruções para determinadas tarefas foram Compreendidas, ainda mais no caso da criança que apresenta TDAH. O que, quando, onde, como, com o quê, com quem, em que horário etc. Não economize tempo para constatar se ficou realmente claro para a criança que se espera dela.

TDAH

  • Observe discretamente se ela fez as anotações da lousa e de maneira correta antes de apagá-la. O disléxico e as crianças com TDAH, muitas vezes tem um ritmo diferente das outras crianças. Portanto, evite submetê-lo a pressões de tempo ou competição com os demais colegas.
  • Observe se a criança que apresenta dislexia ou TDAH está se integrando com os colegas. Geralmente, estas crianças angariam simpatias entre os companheiros. Suas qualidades e habilidades são valorizadas, o que lhes favorece no relacionamento. Entretanto, sua inaptidão para certas atividades escolares (provas em dupla, trabalhos em grupo, etc.) pode levar os colegas a rejeitá-las nessas ocasiões. O professor deve evitar situações que evidenciem esse fato. Com a devida distância, discreta e respeitosamente, deve contribuir para a inserção destas crianças no grupo-classe.
  • Estimule-as, incentive-as, faça-as acreditar em si, a sentirem-se fortes, capazes e seguras. A criança com dislexia e/ou TDAH tem muitas vezes uma história de frustrações, sofrimentos, humilhações e sentimentos de menos valia para a qual a escola deu significativa contribuição(direta ou indiretamente). Cabe, portanto, a essa mesma escola, ajudá-las a resgatar sua dignidade, a fortalecer seu ego, a (re) construir sua auto-estima.
  • Sugira-lhe “dicas”, “atalhos”, “jeitos de fazer”, “associações”… Que as ajudem a lembrar-se de, a executar atividades ou a resolver problemas.

DsTDAH2

PUBLICIDADE
  • Não lhes peça para fazer coisas na frente dos colegas, que as deixem na berlinda: principalmente ler em voz alta.
  • Atenção: em geral, a criança com dislexia tende a lidar melhor com as partes do que com o todo. Abordagens e métodos globais e dedutivos são-lhe de difícil compreensão. Apresente-lhe o conhecimento em partes, de maneira indutiva.
  • Permita, sugira e estimule o uso de gravador, tabuada, máquina de calcular, recursos da informática…seja criativo, todas as crianças agradecem, inclusive as que tem dislexia ou TDAH.
  • Permita, sugira e estimule o uso de outras linguagens.

 

Vejam muito mais conteúdos com estratégias e atividades no Curso Dislexia Estratégias e Atividades, destinado a pais, professores, fonoaudiólogos, psicólogos escolares, psiquiatras, pedagogos, psicopedagogos, especialistas de atendimentos educacionais (AEE), TO’s, e as próprias pessoas com o transtorno. Contêm muitas informações relevantes, estratégias e muitas atividades que podem ser aplicadas de forma lúdica e criativa, promovendo deste modo a aprendizagem da criança, por pais, e professores, visando auxiliar os mesmos em suas práticas diárias.

Como bônus você levará 2 E-BOOKS, o e-book CIRANDA – Ensinando com rimas, que contêm poesias educacionais, sugestões de atividades e atividades (modelo) que podem ser trabalhadas com todos os alunos, e o e-book Déficit de Atenção ou TDAH. São inúmeras vantagens para você. ADQUIRA JÁ!

 

Curso de Dislexia Online

 

Convido a todos vocês envolvidos no processo de aprendizagem de crianças, adolescentes e adultos, a conhecerem o E-book “Dislexia, Transtorno ou Talento?” Cujo objetivo é justamente demonstrar através de conhecimento, estratégias e atividades que todas as crianças possuem talentos e a forma como devemos despertá-lo. Tenho certeza que todos que o adquirirem terão outra visão da Dislexia e consequentemente através do seu conteúdo e aplicação suas práticas com estas crianças serão exitosas.

banner_dislexia_300_250

Se você quiser aprender mais sobre TDAH aproveite e inscreva-se em nosso curso de TDAH Estratégias e atividades Inédito + Bônus de um e-book Trabalhando as emoções das crianças. Está imperdível, ADQUIRA JÁ!

banner_300x250_tdah_bonus

No intuito de auxiliar a pais, professores e as crianças, escrevi o e-book “Atividades exitosas” (91 páginas) em que reuni atividades criativas de fácil aplicação além de estratégias. De bônus os presenteio com o e-book “Ciranda” (48 páginas) onde podemos ensinar através de poesias e rimas, com sugestões e modelos de atividades. Este material foi escrito com muito carinho e dedicação, tenho certeza que será muito proveitoso, e se for bem aplicado se refletirá na real aprendizagem dos alunos, em especial aqueles que têm TDAH, Dislexia ou outros Transtornos de aprendizagem.

banner_ebook_atividades_300_250

Se você ainda não possui, adquira já o e-book “O Menino Que Não Tinha Jeito” e como bônus ganhe o e-book completo “Déficit de Atenção ou TDAH”:

ebook_o_menino_que_nao_tinha_jeito

Psicopedagoga, Psicanalista Clínica, Palestrante, Bacharel em Administração de Empresas, Professora do município de Juazeiro-BA na área de Atendimento Educacional Especializado, Escritora/poetisa com livro publicado pela Editora Baraúna e CBJE.
Compartilhe:
Estratégias que facilitam pais e professores lidar no cotidiano com crianças que tem Dislexia ou TDAH
Classificado como: