A dificuldade de aprendizagem representa um dos maiores desafios sociais da educação neste século. Difícil tarefa também para os pais que enfrentam este desafio com algum de seus filhos. As dificuldades de aprendizagem procedem da capacidade de conceitualizar e processar a informação e no desenvolvimento das habilidades como: a leitura, escrita, processamento auditivo e da fala, raciocínio e matemática.

Segundo estudos as dificuldades de aprendizagem são causadas por diferenças no funcionamento cerebral e na forma pela qual o cérebro processa a informação. Isso não quer dizer que as crianças que apresentam dificuldade de aprendizagem sejam incapazes ou preguiçosas. Na verdade, são inteligentes, o problema reside no fato de que seus cérebros processam a informação de uma forma diferente da maioria.

Este desafio é para a vida toda, pois não existe cura para a dificuldade de aprendizagem, no entanto, as pessoas com este tipo de problema podem, progredir e desenvolver formas de superar suas limitações com o devido suporte todos que tem dificuldade de aprendizagem podem aprender e, de fato aprendem, com sucesso.

Estratégias para desenvolver a qualidade da memória e melhorar a retenção:

1. Organizar a informação por categorias: organizar seus pensamentos ou ideias de forma que possam ser armazenados na sua estrutura cognitiva. Os dados ou ideias já organizados podem em seguida ser utilizados frente a novos eventos ou ideias.

Por exemplo: para memorizar uma lista de alimentos, os elementos podem ser agrupados por categorias como frutas, verduras, carnes, etc.

Dificuldade de aprendizagem

 

 

2. Utilizar música e ritmo, por exemplo, para aprender as tabuadas de multiplicar.

Dificuldade de aprendizagem

3. Apresentar a informação de várias maneiras, por exemplo: codificar a informação por cores para ressaltar respostas. Se estiverem sendo estudados prefixos, sílabas, consoantes iniciais, estes podem ser ressaltados com uma cor específica.

 

4. Utilizar estratégias múltiplas de aprendizagem para apresentar a mesma idéia por meio de vários canais. Por exemplo, quando estamos aprendendo quantidades, utilizar manipulativos, material gráfico, estímulos auditivos, táteis, atividades motoras, etc.

PUBLICIDADE

dificuldade de aprendizagem

5. Ensinar para aprender mais: se forem necessárias cinco repetições para que um estudante recorde a informação sem nenhum erro, então 13 tentativas vão ajudar na retenção da informação na memória de longo prazo. Isto será benéfico sempre e quando a criança tenha uma atitude positiva para a aprendizagem que está sendo introduzida.

 

6. Realizar conexões ou associações, por exemplo, para aprender uma palavra nova associá-la a uma já conhecida.

 

7. Criar imagens visuais ou visualizar o que será relembrado, por exemplo: ao escutar um relato, criar ou desenhar imagens para poder relembrar uma maior quantidade de detalhes.

dificuldade de aprendizagem

8. Reduzir a quantidade de informação: é importante apresentar o material em partes pequenas e frequentes; separar a informação para ser apresentada em várias sessões.

 

9. Dar as instruções de várias maneiras, por exemplo, oralmente e por escrito e assegurar a compreensão da criança pedindo a ela que a repita.

Psicopedagoga, Psicanalista Clínica, Palestrante, Bacharel em Administração de Empresas, Professora do município de Juazeiro-BA na área de Atendimento Educacional Especializado, Escritora/poetisa com livro publicado pela Editora Baraúna e CBJE.
Compartilhe:
9 Estratégias para desenvolver a memória em crianças com dificuldade de aprendizagem
Classificado como: